Editorial: Sagrado Feminino


Esse editorial vem de um desejo legítimo de expressar algo que sinto ser importante para os dias atuais. Nada ali está aprisionado ao tempo nem mesmo a conceitos do que venha a ser o sagrado feminino: dança circular, rituais na natureza ou outra coisa qualquer. É algo ainda mais livre e simples inspirado na mais pura comunhão.

Quis transmitir através destas fotos esta união entre seres, tão iguais e ao mesmo tempo tão diferentes. A jovialidade da alma daqueles seres quase alados, estimulada por essa integração em amor, em uma alegria leve: o feminino, o cálice, o útero, a mãe terra, a força feminina unida e pulsando como uma dança natural, como a fluidez das águas, dessas emoções destas mulheres que mesmo parecendo muito jovens são gigantescas forças da natureza. Um grande amor entre irmãs. Somos e somamos uma fluida contribuição de energia mais elevada de alta vibração, integrando a todos como suave neblina, em um raio de luz.

A fluidez dos vestidos da Maison Delorée em seus tons suaves propiciaram que esse ensaio pudesse transmitir um fluxo de energias divinas em uma verdadeira irmandade.

Foi basicamente isto que pretendi transmitir ali. Poderíamos pensar em termos de países que se unem em uma dança de paz, mulheres que bailam e compartilham doçura amor e Irmandade. Enfim, uma simples forma de união invisível de energias sutis neste amor maior, energia que se nutre de nossas próprias reservas essenciais perdidas em um mundo aonde tem-se estimulado cada vez mais a competição e o separatismo. Somos este amor nesta natureza Divina a plenos pulmões.

Este editorial contou com a sensibilidade do fotógrafo Renato Peixoto, com o requinte das joias da Byzance Joias e Soul Rio Joias, além da beleza das modelos Yasmim Freitas, Bia Reis, rachel Engelman, Sarah Nascimento e Cristiane Horst.

Vestidos: Maison Delorée